OLHA ISSO! "O Palhaço" e Federico Fellini

Toda quinta, Gerson Bernardes e Alexandre Simioni escolhem um vídeo e compartilham aqui no triolé, sempre com algum comentário, sobre a ótica do palhaço.


Lambreta e Mereceu em foto de Isabela Figueiredo


"O Palhaço" e Federico Fellini

Gerson Bernardes


Foi lançado em Londrina e no país, há quase duas semanas, o filme "O Palhaço", de Selton Mello.

O filme é mais do que um filme de palhaço, de circenses, de artistas. É um filme voltado ao que resta do ser humano nos dias de hoje. E um filme que se proponha a tratar este tema, o ser humano, acerta quando o faz colocando em evidência um ser que traz consigo intacta a pureza de ser (verbo) humano.

Resumo o que acho do filme na imagem de um suspiro. Não o doce, o suspiro que é respiro, o puxar de ar por nós. Saí do cinema suspirante, como que recompondo o fôlego para sair do cinema e voltar para a vida cotidiana mas uma pessoa diferente.


Não vou postar o filme, ou trailer do filme ou algo assim. Deixo aqui o meu desejo de que todos vejam este filme, O Palhaço, o quanto antes.


Volto-me a outro cineasta, este universal e unânime, que foi Federico Fellini. Li em uma crítica ao filme de Selton Mello que este era o primeiro filme brasileiro "felliniano". Se é realmente, não sei, conheço pouco dos dois trabalhos e de tudo para confirmar ou negar essa definição.


O meu vídeo de hoje é de um filme de Fellini que para mim é também um filme suspirante, que te tira do eixo e te faz questionar os rumos da vida, nem que seja pelos 90 minutos em que assistimos o filme.


O filme em questão se chama "I Clows", e se trata de um resgate ao universo circense após o advento das grandes produções da indústria cultural. O vídeo em questão é uma passagem do filme em que se realiza o funeral do palhaço Augusto. Sem palavras, deixo mais um suspiro..


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário