OLHA ISSO! O Coiote ou o Lobo?

Toda quinta, Gerson Bernardes e Alexandre Simioni escolhem um vídeo e compartilham aqui no triolé, sempre com algum comentário, sobre a ótica do palhaço.

Lambreta e Mereceu em foto de Isabela Figueiredo

O Coiote ou o Lobo?

Gerson Bernardes

Se os últimos vídeos foram para pessoas que assistiam à sessão da tarde das tevês há mais tempo, o tema de hoje de certa forma atingiu a diversas gerações, mesmo porque ainda é arma para alavancar a audiência do SBT nas tardes e finais de tardes desta emissora.

Para quem me conhece um pouco melhor, sabe que até demorei um tanto de tempo para postar alguma coisa de Roberto Bolaños, ou Chespirito, ou melhor, o Chaves/Chapolin.

Como aconteceu com muita gente, cresci assistindo a este programa, e sim, chorei no episódio em Acapulco. E também no episódio em que o Chaves é acusado de roubo/furto e é expulso injustamente da Vila.

Hoje em dia re-entendo piadas que, talvez, enquanto criança não entendia. Além disso, posso perceber o contexto social discutido pelo programa, em especial o Chaves, que se passa notadamente em um cortiço. Para quem não enxerga o embate social presente no programa, é só notar que aquele que representa a supressão de uma classe social mais alta, ou seja, o Sr. Barriga, sempre, SEMPRE, é recebido com uma pancada assim que entra em cena.

É justamente das coisas que acontecem sempre que quero conversar. Corrijo-me. Quero falar das ações que obviamente vão acontecer nas cenas, ou porque sempre acontecem, ou porque são bem óbvias. O que me espanta e me tira gargalhadas é o fato de saber exatamente o que vai acontecer, mas o contexto em que a coisa acontece, e a forma como toda a situação é conduzida até determinada coisa prevista acontecer, ainda assim é capaz de produzir o cômico.

Segue um vídeo do Chapolin que acho genial e ao mesmo tempo idiota, mas que não me canso de ver. E um do Chaves completo, em que ele "aprende" a tocar violão junto com o Kiko, e no final das contas o que impera não é bem o aprendizado.



video

Nenhum comentário:

Postar um comentário