OLHA ISSO! Jerry Lewis

Toda quinta, Gerson Bernardes e Alexandre Simioni escolhem um vídeo e compartilham aqui no triolé, sempre com algum comentário, sobre a ótica do palhaço.


Lambreta e Mereceu em foto de Isabela Figueiredo


Jerry Lewis

Ale Simioni


Pra quem é mais novo, talvez não conheça esse gênio do humor, que fez muito sucesso nos Estados Unidos, principalmente nas décadas de 1950 e 1960. Aqui no Brasil, minha lembrança dos filmes de Jerry Lewis são da década de 1970, quando era o principal artista exibido na Sessão da Tarde. Acho que nessa época Lewis dividia quase 50/50 as tardes televisivas com os filmes de Elvis Presley.


Além dos desenhos animados, essa é minha principal fonte de inspiração como palhaço. Não apenas pelas cenas cômicas exibidas em seus filmes, mas por sua disciplina, seu empreendedorismo e criatividade. Algumas cenas, assim como fazia Chaplin, eram exaustivamente ensaiadas; alguns objetos eram clonados para que se quebrassem nos ensaios até que a cena ficasse perfeita.


Por esse motivo, tenho esse artista como uma de minhas maiores referências. Poderia escrever uma tese sobre esse cômico, e acho que até o farei um dia, mas no momento, prefiro que você assista aos vídeos postados.


As cenas fazem parte do filme "The Disorderly Orderly" (O Bagunceiro Arrumadinho), de 1964. Na primeira parte, uma situação em que eu me identifico completamente, pois sempre que alguém começa a falar de um trauma uma dor ou um acidente sempre me pego como esse enfermeiro, me retorcendo. O segundo vídeo, vale pela criatividade. Quem souber onde foi parar o Mr. Bryant, manda um recado pra gente, ok?


Boas risadas!





Nenhum comentário:

Postar um comentário