OLHA ISSO! às 5as vídeo comentado por Lambreta e Mereceu

OLHA ISSO! às 5as vídeo comentado por Lambreta e Mereceu

Todas as quintas, Gerson Bernardes e Alexandre Simioni escolhem um vídeo e compartilham aqui no triolé, sempre com algum comentário, sobre a ótica do palhaço.

Lambreta e Mereceu em foto de Isabela Figueiredo



video


Começo me desculpando o atraso. Não que tenha justificativa, mas começar esta coluna me deixou em grandes dúvidas. Como se não fosse ter mais diversos outros vídeos aqui postados para a posteridade.

Dúvidas a parte, comecei com o que parece o óbvio. O maior palhaço do cinema, ou pelo menos o mais famoso, ou o mais conhecido por todos, leigos, estudantes da arte e todo mundo. Dúvidas quanto a ser o melhor, questionamentos, etc, sempre haverá, e que bom que haverá. Mas que, Charles Chaplin, é sim uma unanimidade e uma das únicas que não é burra, como diria o poeta, não temos como negar.

Coloco esse vídeo porque ele, em dez minutos, mostra um pouco daquilo que acredito na arte de tentar ser um mero estudante de palhaço. Nestes dez minutos, podemos ver basicamente três cenas.

Na primeira, a clássica e necessária crítica ao que é estabelecido como o certo, como sucesso. Uma obra sendo inaugurada pelo que parece ser um político de respeito da cidadela, e o vagabundo, sem a intenção de, zombando dessa ordem e dessa obra que tenta ser pomposa, assim como o seu "feitor" ou pagador, o político de "respeito", tenta ser e não consegue.

Na segunda, uma das minha preferidas, se não a minha preferida, um lance de genialidade e de simplicidade, que são dois requisitos para que uma cena seja histórica. Para mim, é genial quando a mera expectativa de que algo óbvio aconteça gere o cômico. A expectativa do óbvio que de maneira simples não acontece e se torna genial...

Na terceira, a finalização da inversão de valores tidos como sociais. O mesmo vagabundo que não se curvou ou se importou com o que representa a ordem, o sucesso e o certo, deslumbra-se por uma vendedora ambulante e cega, em mais uma cena simples, sem grandes produções ou acontecimentos ou sequências.

Esse é só o começo do filme. Tem pelo menos mais 70 minutos além disso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário