FALA PALHAÇO! sou palhaço, não otário

Todas as terças, uma coluna onde Gerson Bernardes e Alexandre Simioni escrevem sobre diversos assuntos, sempre sobre a ótica do palhaço.


Lambreta e Mereceu em ilustração de Carlos Nascimento

Sou Palhaço mas não sou otário

Ale Simioni



Digo isso, porque estou indignado com a conversa que corre pelo Congresso Nacional sobre a criação de um novo imposto para a saúde. Ontem a nossa Ministra das Relações Institucionais declarou, dando a entender, que a única maneira de melhorar a saúde pública seria com a criação desse novo imposto nos moldes da antiga CPMF.


É claro que até outubro do ano que vem, este assunto vai apenas "rodear" os noticiários, inclusive para nos acostumarmos com esse assunto. Mas prepare-se, porque após as eleições municipais, este imposto vai emplacar. Isso se continuarmos sendo conformados de que "no Brasil é assim mesmo". NÃO É ASSIM MESMO NÃO.


Existem milhares de soluções para aumentar o orçamento da saúde. A começar com cortes óbvios no próprio congresso, como auxílio moradias, auxílio paletó, combustível, viagens, assessores, e até nas coisas mais simples, como fotocópias, luzes acessas após o expediente, economia de telefone e cartões corporativos!


Mas a Ministra acredita que a única solução é que eu e você paguemos mais uma vez pela incompetência estabelecida no nosso estado. Se eu gastar mais do que recebo, o que devo fazer? Sentar com o Diretor da empresa que trabalho e pedir aumento, já que meu salário não está sendo suficiente? ou apenas cortar os gastos para adequar aos meus rendimentos? É simples senhora Ministra, VAMOS CORTAR OS GASTOS, as mordomias, os abusos. tenho certeza que vai sobrar dinheiro para Saúde, Educação e Cultura.


Agora, vamos ficar alerta, e de forma alguma pagar essa conta que não é nossa! Só por favor, sejamos mais criativos, porque colocar nariz de palhaço e sair pras ruas não está com nada.


Porque Palhaço é uma coisa, Otário é outra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário